27.4.11

Pelourinho - Carta da Acopelô ao Prefeiro João Henrique

Salvador, 19 de Abril de 2011.
Da: Diretoria Acopelô
Ao: Sr. Excelentíssimo Prefeito João Henrique de Barradas Carneiro

Caro Senhor Prefeito,

               Apesar de todas as dificuldades de atuação da Sub Prefeitura no Pelourinho e principalmente pelas ações pífias do Vice-Prefeito Sr. Edvaldo Brito, ainda acreditamos em Vossa sensibilidade para marcar Vosso nome na história da nossa cidade a partir de ações afirmativas e radicais no Pelourinho.
             Acreditamos piamente que com a união das Secretarias como SESP, SETAD, SECRETARIA DE SAÚDE, SECRETARIA DE TRANSPORTES, GUARDA MUNICIPAL E SEPAD podem mudar do dia para a noite o cenário caótico, desordenado e perigoso que se apresenta para o futuro do Centro Histórico e que com certeza se espalhará por todo o centro da cidade.
             A desvalorização dos imóveis nessa área mesmo com toda a euforia com a Copa do Mundo é premente e uma realidade injusta para todos que investiram sua vida nesse local. O pânico e a recusa espontânea dos moradores de outras áreas de Salvador em vir ao Centro Histórico se refletem alhures. Nos finais de semana o Centro Histórico vive inteiramente entregue as ações de mendigos, loucos, ambulantes, inescrupulosos e ladrões. As pessoas que vêm visitar nossa cidade ficam dentro das pousadas com receio de terem seus objetos furtados. Um novo apelido começa a ganhar força entre os que frequentam o local: “Pelourinho, Terra de ninguém!”.
           Sabemos de todas Vossas ocupações e preocupações com essa imensa cidade Sr. Prefeito, mas também sabemos o quanto é importante manter essa área da cidade oxigenada, com um comércio ativo e com moradores felizes e orgulhosos pela escolha de viver aqui. Marque seu nome na história dessa cidade Sr. João Henrique, faça o que seus adversários políticos não desejam, pois tramam contra Vossa Senhoria e não querem vê-lo tomando atitudes de extrema coragem e retidão. O Sr. é o almirante dessa grande nau chamada Salvador, portanto enfrente a turbulência das ondas e garanta o louro da fama para o Sr. e Vossa equipe.
             Não deixe o Centro de Salvador se transformar em uma zona desabitada, perigosa e impossível de administrar. Não deixe Vossa administração ser lembrada por permitir o caos no Centro de Salvador.

Proposições dos Comerciantes do Centro Histórico à Prefeitura de Salvador

1-      Uma politica objetiva para tirar mendigos, drogados e loucos das ruas do Centro Histórico.
2-      Olhar clinico na condição desumana que essas pessoas vivem nas ruas sem uma assistência técnica-profissional das Secretarias de Saúde, Justiça e Assistência Social.
3-      Um policiamento adequado principalmente nos finais de semana no Pelourinho e adjacências.
4-      Um posto policial no ponto de ônibus da Rua Chile. Muitos turistas são roubados ali, antes de chegar ao Pelourinho.
5-      Uma maior atuação da Guarda Municipal na Salvaguarda do Patrimônio Histórico, assim como a coibição de atividades ilícitas, tanto na Praça da Sé quanto no Terreiro de Jesus. Ex.: Sexo no banco das praças, urina nos monumentos, guardadores de carro inescrupulosos que agem a revelia da lei e da Prefeitura. (Será que a Prefeitura não arrecadaria mais impostos com a Zona azul, com pessoas treinadas, uniformizadas e dentro da lei)
6-      Diminuição de ambulantes cadastrados para essa área da cidade e afastamento total dos vendedores clandestinos assim como o reordenamento das atividades informais. O Pelourinho está virando o Paraíso dos vendedores de “Isopor”, que estão destruindo inconscientemente todo o Comercio formal existente, haja visto o numero crescente de bares ou restaurantes que fecharam nos últimos anos.
7-      Reparo da iluminação deficiente nas ruas do Pelourinho, principalmente nas transversais que dão acesso ao miolo do local. Meliantes tem se aproveitado da pouca iluminação para furtar não só turistas mais também aqueles da nossa cidade que ainda se esgueiram corajosamente em visitar o Pelourinho.
8-      Limpeza das ruas, retirada imediata de cães sem dono do local, tirar impedimentos das calçadas melhorando acessibilidade e organizar com profissionais da Prefeitura o estacionamento na área do Terreiro de Jesus.




Atenciosamente,
Diretoria Acopelô.
Tel.: 3321-8486

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário